home

Home Como o Reparo é Feito Danos mais Comuns Inspeção Veicular Publicidade sobre o Assunto Alguns Clientes Perguntas e Respostas

 

>  >  >  >  >  Publicidade sobre o Assunto   <  <  <  <  <

 

Trincas: reparo deve ser feito logo
Clique aqui para ver a reportagem completa do Jornal da Tarde.

 

Vidros sem trincas

        Pequenas rachaduras podem se alastrar no para-brisa com as variações de temperatura. Hoje, existem oficinas especializadas em consertos desse tipo sem a necessidade de trocar o vidro. O processo consiste em aplicar uma resina especial nas minúsculas fissuras da trinca. Seca-se o reparo com a ação de raios ultravioleta, para depois polir. A única marca que fica é um ponto como uma cicatriz.

        Levamos o nosso Ka, atingido por uma pedra, na Euro Roger, em São Paulo (SP), para testar o trabalho. Vale a pena. Um para-brisa novo custa R$ 150,00 nas autorizadas; pelo conserto gastamos R$50,00. Para saber se há representante na sua cidade , ligue para Euro Roger: 11 99615-7298   |  11 941563567

Quatro Rodas - Maio/98

 

Para-brisa pode ser consertado

Novos métodos de reparo garantem visibilidade, mas o trabalho deve ser feito logo para não haver acúmulo de sujeira

        Consertar o para-brisa trincado, em vez de trocá-lo, pode representar uma boa economia. Isso porque já existem métodos de reparo que mantém de 80 a 90% a visibilidade do vidro na região afetada e custam bem menos que a troca da peça.

        Mas há restrições. Por exemplo, somente vidros laminados podem passar por este reparo, segundo Eduardo Toledo, da empresa Euro Roger, que faz recuperação de para-brisas. "Os vidros não-laminados não podem ser consertados porque se estilhaçam", explica.

        Toledo afirma que o primeiro passo para o conserto é o "travamento" da trinca. "Fazemos um pequeno furo na extremidade dela com brocas especiais para evitar que ela se estenda", afirma. Depois o para-brisa é limpo e aplica-se uma resina química com um injetor. Para secagem, usa-se lâmpada de luz ultravioleta. O resultado do serviço, segundo Toledo, depende da rapidez com que o carro é levado para o conserto. "Se o dono demora muito a trinca absorve impurezas e a visibilidade fica compremetida."

        O conserto de uma trinca que atinge somente a primeira lâmina do vidro custa de R$60 a R$80 em qualquer veículo. Já quando as duas lâminas do vidro são atingidas, deve ser feita uma avaliação para saber se é aconselhável o reparo. "Nesse caso, o preço é feito caso a caso", afirma o proprietário. A garantia pelo conserto também é dada individualmente, dependendo do tipo de trinca e da rapidez com que o cliente levou o seu carro. O serviço demora cerca de duas horas.

O Estado de São Paulo - 25/04/99

 

Publicidade Cooperada
Informações



            
Fone: 11 99615-7298   |  11 941563567
clinica@clinicaparabrisas.com.br       www.clinicaparabrisas.com.br

Conserto de para-brisas    |    Só trabalhamos  com hora A G E N D A D A
Criado e Hospedado por:
www.br-ja.com.br